Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

Como os deturpadores do Espiritismo conseguem dominar seus críticos?

(Autor: Professor Caviar)
Poucos percebem e muito menos gente consegue admitir que a deturpação da Doutrina Espírita tem seus próprios meios de sedução. Por exemplo, diante da acusação de deturpação, eles apelam para exibir, em seus textos, fotos como esta, do Getty Images, com crianças pobres sorridentes.
Críticas à deturpação existem, mas poucos têm coragem de denunciar os deturpadores. É como se denunciasse o crime, mas absolvesse o criminoso. Deturpar o legado de Allan Kardec em prol de um igrejismo ultraconservador e ainda por cima se passar por "rigorosamente fiel ao legado kardeciano" torna-se fácil pelo malabarismo de palavras do qual os "espíritas" são hábeis em fazer.
E como se dá isso? Como os deturpadores da Doutrina Espírita conseguem dominar seus contestadores de forma a transformá-los em seus adeptos? Muitos acreditam ser o "trabalho do bem" ou as "mensagens de amor", mas isso é bom demais para ser verdade. Isso consiste, na verd…

Guru de auto-ajuda não é sinônimo de sábio

(Autor: Kardec McGuiver)
Além da filantropia, Chico Xavier é conhecido por suas declarações e mensagens. Mas observando bem e analisando friamente, percebe-se com nitidez que nunca iam além do que já se vê nas mais medíocres obras de auto-ajuda ou naquelas palestras modorrentas de "neuro-linguística" que lotam grandes salões de auditório.
Considerado um "sábio" pelos seus admiradores, com certeza usando a posição de líder religioso, como se a sabedoria estivesse embutida nesta condição, Chico Xavier nunca trouxe de fato uma lição de vida que pudesse ser realmente relevante.
Suas mensagens eram uma mistura dessa auto-ajuda mencionada acima com moralismo religioso dos mais retrógrados. Nunca devemos esquecer que Chico Xavier era católico, nunca deixou de ser e o seu Catolicismo era dos mais medievais. Um Catolicismo que nem mesmo os católicos mais fervorosos da atualidade querem mais saber.
Fico lendo as mensagens escritas ou atribuídas a Xavier e vivo me perguntand…

Não se deturpa o Espiritismo sem querer com centenas de livros

(Autor: Professor Caviar)
Sobre a deturpação da Doutrina Espírita, costuma-se dizer que os festejados "médiuns" Francisco Cândido Xavier e Divaldo Pereira Franco fizeram isso "sem querer", porque, tendo origem católica, "não" conseguiram compreender a natureza diferenciada da Doutrina Espírita.
Esta tese, que muitos acreditam e que acham bastante agradável, no entanto não tem a menor coerência. Isso porque ninguém faz algo sem querer em tão longo tempo.
Há um ditado popular que diz: "errar é humano, persistir no erro é burrice". No caso de errar uma vez, observa-se, sim, em muitos casos, a boa-fé e a consciência de que agiu por ignorância e sem propósito, ou por desconhecimento de algo. A pessoa que erra aprende a lição e passa a deixar de fazer o erro.
Já quem persiste no erro comete estupidez - nota-se que, em inglês, "burrice" e "estupidez" são a mesma palavra, stupidity - e aí se nota que a pessoa que persiste no erro já…

Eduardo Cunha viveu dias de Humberto de Campos

(Autor: Senhor dos Anéis)
Eduardo Cunha, o ex-deputado, está vivo. E muito vivo, e bem disposto. Disposto a denunciar seus antigos aliados no governo que ajudou a instalar, o do presidente Michel Temer, se caso o ex-presidente da Câmara dos Deputados não for beneficiado por alguma liberdade condicional.
Mas Eduardo Cunha desempenha papéis de um "morto". Ele não exerce mais a vida política e até o cartaz que ele tinha quando comandou a sessão de abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, em 17 de abril de 2016, foi reduzido a nada.
Político inexpressivo, ele foi eleito em 2014 para o cargo de deputado federal simbolizando uma onda conservadora que há tempos domina o Estado do Rio de Janeiro, unidade federativa brasileira marcada por um profundo processo de decadência, não apenas política, econômica e policial, mas também sócio-cultural envolvendo diversos aspectos.
Só para se ter uma ideia, é a região com maior número de cyberbullies no Brasil e cujo r…

Chico Xavier, o Golpista (Parte 2)

(Por Kardec McGuiver)
Um líder competente realiza um excelente trabalho. Mas por ter características que não agradam seus seguidores, é derrubado por um usurpador e em seu lugar é colocado outro líder, menos legitimo que passa a fazer tudo ao contrário, mas fingindo fidelidade com a ideologia original. Parece que eu falei do golpe político de 2016. pode ser. Mas falo também de outro golpe, ocorrido há mais de 100 anos.
Recebemos uma carta do leitor Carlos Alencar, que pediu para que pudesse ser publicada. Gostamos da carta e publicamos, mantendo seu nome verdadeiro. É uma observação sensata sobre o caráter conservador de Chico Xavier, erroneamente considerado ídolo de progressistas que acreditaram na mitologia de filantropia e progressismo construída artificialmente em torno do ultraconservador beato de Pedro Leopoldo. O velho ranzinza que disse que a ditadura em pleno AI-5 estava "construindo um reino de amor". Os fascistas metidos a cristãos piram.
Na verdade o que os bra…

Chico Xavier, o Golpista

(Carlos Alencar, via e-mail)
Esquerdistas devotos de Chico Xavier, tremei-vos!!! Mal sabem vocês que seu adorado ídolo era um direitista ferrenho que odiava o ativismo social. Os sem-teto e sem-terra eram malvistos pelo bondoso médium que era entusiasta e difusor da Teologia do Sofrimento, aquela que dizia que sofrer acelerava a evolução do caráter. 
Os admiradores de Xavier ignoram - ou fingem que ignoram - a entrevista dada pelo seu tão querido "mestre", defendendo a ditadura militar em sua pior fase, quando nem os conservadores a defendiam mais. Xavier chegou a dizer que ditadores e torturadores estavam "construindo um reino de amor". Provavelmente somente dois brasileiros tiveram o privilégio de encerrar a capacidade de reencarnar, atingindo a evolução máxima: Chico Xavier e Coronel Brilhante Ulstra.
Aí fiquei pensando, antes de enviar esta missiva a vocês, que peço para ser publicada: se Xavier estivesse vivo, ele apoiaria o golpe de 2016. Citando aquele ufól…

A respeito da filantropia praticada por Chico Xavier

(Autor: Kardec McGuiver)
Uma das coisas que mais fazem os brasileiros defenderem Chico Xavier, diante de críticas sensatas sobre seus erros é a sua fama de "filantropo dedicado". Para muitos, Xavier foi um ativista em prol da humanidade, se dedicando 24 horas por dia a caridade. É um mito falo, mas utilizado como escudo toda vez que os erros praticados pelo beato de Pedro Leopoldo viessem à tona.
Está arraigada no senso comum a ideia de que a filantropia praticada por Xavier era intensa, constante e eficiente, responsável por garantir a "perfeição" espiritual que o fez "encerrar a capacidade de reencarnação", algo impossível para quem reencarnou na Terra, um planeta - ainda - em condição de "provas e de expiações". 
Aproveitando para desmontar outra crença dos defensores de Chico Xavier: é uma farsa dizer que o planeta entrou em "regeneração", pois além da realidade comprovar o contrário, Kardec havia dito que a transição seria lenta …

Chico Xavier foi um engenhoso truque de marketing

(Autor: Senhor dos Anéis)
Muitos se derretem diante do mito de Francisco Cândido Xavier, conhecido como Chico Xavier. Sem qualquer motivo lógico e objetivo, o mito dele é adorado pelos caprichos da emoção extrema vinculada às paixões religiosas, através de estereótipos de bondade, humildade e generosidade que as pessoas acolhem sem questionar.
Poucos sabem e menos ainda estão dispostos a admitir que o mito de Chico Xavier nunca passou de uma grande estratégia de marketing, primeiro montada minuciosamente pelo presidente da FEB, Antônio Wantuil de Freitas, para atrair dinheiro e público para a federação.
Essa constatação choca muitos e os leva às lágrimas soluçantes. "Não, não é isso, Chico, todo amor e bondade, truque publicitário?", dirá o menos raivoso dos chiquistas. "Preste atenção na obra dele antes de dar qualquer julgamento", diria um "espírita" ainda mais dedicado.
Sim, prestamos atenção na obra de Chico Xavier e chegamos a essa conclusão: é estr…

A frase que Chico Xavier disse para proteger a própria pele

(Autor: Professor Caviar)
Na foto que vemos nesta postagem, o "médium" Francisco Cândido Xavier, calvo e de óculos, no lado esquerdo, de camisa abotoada clara, conversava animadamente com outros senhores. Tudo poderia ser natural não fosse por um detalhe: eram os bastidores do espetáculo ilusionista de Otília Diogo, depois desmascarada por jornalistas da revista O Cruzeiro.
Este caso, ocorrido em 1963 e 1964, vem à tona quando muitos imaginam que Chico Xavier foi enganado pela farsante, algo que é contestado pelas fotos, pois nos bastidores o "médium" parece acompanhar tudo, com animação e entusiasmo, com a consciência de que sabia do que estava acontecendo. E as fotos foram registradas por alguém solidário, Nedyr Mendes da Rocha, para não haver dúvidas disso e os chiquistas não ficarem acusando os contestadores de rancorosa invencionice.
Certa vez, Chico Xavier lançou a seguinte frase: "A verdade que fere é pior do que a mentira que consola". Certamente…

Médium não é sábio: é intermediário

(Autor: Kardec McGuiver)
Certas palavras, quando usadas em um contexto fora do original, não raramente mudam de sentido, às vezes convivendo com o antigo significado, às vezes eliminando-o. A palavra "médium" pelo jeito parece que perdeu o sentido original, pois se tornou o nome dado aos sacerdotes do "Espiritismo" brasileiro, que agem como sábios emissores das mensagens, reduzindo a sua função de intermediar as comunicações espirituais.
Quando  a doutrina foi codificada, médiuns eram apenas indivíduos comuns que serviam de intermediários para comunicações espirituais, estas sim o que interessava para a pesquisa da codificação.  Os médiuns não tinham muita importância e eram tratados como meros colaboradores de uma pesquisa, esquecidos após a conclusão de seus trabalhos.
No Brasil, onde o "Espiritismo" foi violentamente deturpado, os médiuns passaram a ser estrelas, os principais comunicantes. Desde o início se tornaram lideranças na doutrina transformad…

Cada gota conta: porque neoconservadores apoiam Chico Xavier

(Autor: Kardec McGuiver)
A verdadeira caridade, resultante de ações coletivas que pretendem eliminar problemas de forma mais eficiente, geralmente através do ativismo social, sempre foi demonizado pelos conservadores. Confundido com baderna, o ativismo social foi condenado até mesmo por Chico Xavier na famosa entrevista para o talk show Pinga Fogo, no auge da ditadura. Os esquerdistas que admiram Chico Xavier não conhecem muito bem o seu ídolo...
Chico Xavier era conservador, algo coerente com a sua fé, que na prática era uma manutenção do velho Catolicismo medieval que nem mesmo o católicos querem saber. O "Espiritismo" nunca passou de mero palco para que Chico Xavier pudesse impor aos seus seguidores os delírios de sua fé medieval. E como um bom conservador condenava a verdadeira caridade, colocando no lugar uma caridade frouxa, paliativa, mas que aos olhos dos mais ingênuos, soa mais emocional.
A caridade que os conservadores aprovam é a mesma caridade que Chico Xavier p…

Hipótese de "encerramento das encarnações" agigantou mito de Chico Xavier a níveis monstruosos

(Autor: Kardec McGuiver)
Para os "espíritas" brasileiros, há um dogma que garante que Chico Xavier atingiu a perfeição máxima e com isso encerrou a obrigação de se reencarnar. É um erro grave e que contradiz violentamente com a codificação de Allan Kardec, que garante que todos os espíritos na Terra pertencem ao mesmo nível espiritual, não havendo espíritos de evolução máxima no planeta.
Este dogma não somente ofende a doutrina com a seu surrealismo como eleva o beato de Pedro Leopoldo a níveis estratosféricos. Dizer que ele "encerrou a sua capacidade de reencarnar" é dar a ele uma importância universal, como se ele fosse uma tera-divindade, uma espécie de colossal divindade a liderar todo o universo. 
Uma tolice, pois quem analisar um pouco percebe que Xavier não somente não tinha qualidades para "espírito de máxima evolução" como era dos mais atrasados, pois a sua ignorância sobre vários assuntos era notável (incluindo a defesa da equivocada tese sadom…

Jornalista "espírita" comprova Teologia do Sofrimento

(Autor: Professor Caviar)
A cada dia, o "movimento espírita" derivado das pregações de Francisco Cândido Xavier, o beato católico Chico Xavier, comprova sua inclinação pela Teologia do Sofrimento, corrente medieval da Igreja Católica. O "médium" sempre foi um defensor extremado dessa corrente do Catolicismo, em contrapartida ao fato de que a maioria dos católicos não professa tal causa.
Cada vez mais se comprova a similaridade das pregações "espíritas" que glamourizam o sofrimento, definindo as desgraças humanas como "atalho para Deus", com aqueles argumentos que os próprios católicos dessa corrente da Idade Média defendiam: os de definir o sofrimento como um "aprendizado" e um "desafio", "caminhos" que, ao seu ver, levam o sofredor ao "seio de Deus". Aconselhamos a leitura do livro Sofrer e Amar, do padre católico João Mohana (1925-1995), livro lançado em 1972, com as pregações de Chico Xavier e seus seg…

Se segurem, aí vem de novo: fascistas "pela regeneração da Terra". O conservador Chico Xavier pira!

(Autor: Cláudio Machado, via e-mail)
Há cerca de um ano, infelizmente, o jornal niteroiense Correio Espírita, publicou um artigo que classificava os protestos do dia 13/03/2016 como "início da fase de regeneração" e seus alienados participantes de pessoas "politizadas". 
Era uma declaração infeliz que contrastava com a realidade, poisas manifestações era claramente alienadas, sem proposta e com participação de grupos defensores de ideologias fascistas como o "Movimento Brasil Livre" e "Vem para a Rua", que possuem propostas bem contrárias a caridade defendida pelo Espiritismo.
É triste ver um jornal que se assume, mesmo de forma deturpada, compromisso com a doutrina kardecista, classificar uma manifestação fascista,  com objetivos sádicos contra determinados grupos que destoam do perfil branco-capitalista-cristão-heterossexual-conservador, como "sinal de evolução espiritual da humanidade". Ou agiu de boa fé ou foi paga para escrever t…

Chico Xavier voava? Os forjados superpoderes que divinizaram o beato

(Autor: Kardec McGuiver)
Um amigo nosso, quando era ainda iludido com o "Espiritismo" brasileiro, ouviu em uma palestra que Chico Xavier chegou a voar para tentar salvar algumas pessoas de uma suposta tragédia. Na época ele ficou maravilhado, mas com o tempo, ele caiu na real e percebeu que tudo não passava de mero dogma a promover a imagem do beto de Pedro Leopoldo como divindade viva.
Muitas estórias surreais tem sido escritas sobre Chico Xavier em biografias suspeitas escritas para atribuir qualidades fantásticas para que o médium-beato pudesse ser visto como alguém sobre-humano. Quase uma versão brasileira do mito - também falso - de Jesus.
Para lembrar, a única biografia que pode ser considerada de certa forma confiável é a de Marcel Souto Maior, que serviu de base para o filme. Apesar de favorável ao médium-beato, o livro deixa escapar alguns detalhes que eliminam alguns mitos relacionados com o médium, sobretudo o da perfeição espiritual e denuncia o mal-caratismo de…

Canal de "esquerda" do YouTube cultua médium de direita

(Autor: Kardec Mc Guiver)
É sabido que enquanto nos blogues, Chico Xavier vem sendo desmascarado aos poucos, com sucesso, devido a excelente racionalidade das explanações e da fartura em provas que contestam o maior charlatão do país, no YouTube, o médium segue reinando com um monte de vídeos e documentários tentando provar com testes subjetivas, várias claramente ridículas, os superpoderes do beato de Pedro Leopoldo, fonte de inúmeros casos de fanatismo doentio.
Como a equipe deste blog, que assina pelo nome de Kardec McGuiver, segue orientação política de esquerda, em coerência com os objetivos altruísticos da doutrina original, eu particularmente visito muito canais políticos de esquerda, os únicos capazes a noticiar de forma realista as atrocidades cometidas pelo (des)governo golpista e pelas forças (empresariais, jurídicas e midiáticas) que o apoiam.
Um canal que tem divulgado bastante vídeos de esquerda é conhecido co o nome de Deus, Força Infinita. Não vejo nada demais no nome…

A construção de um semi-deus

(Autor: Kardec McGuiver)

O fanatismo religioso não está preso a um estereótipo como declara o senso-comum. O fanatismo relacionado com as religiões podem ter muitas formas diferentes, dependendo do contexto e da sita ou igreja relacionada. Naquilo que os brasileiros conhecem erroneamente como "Espiritismo" há muito fanatismo sim, e dos mais graves. E boa parte do fanatismo é direcionado ao culto do beato de Pedro Leopoldo, Chico Xavier, tratado como quase um deus vivo pelos seus admiradores.
Não sei bem como o mito de divinização de Xavier surgiu. O que se sabe que o fato é que o beato era um cidadão comum, apenas um fanático católico cuja única meta na vida é cultuar seus santos e cumprir os rituais que a sua igreja existiu. 
Sua paranormalidade, até hoje controversa, serviu de porta de entrada a Doutrina Espírita, onde Xavier, sem entender nada, agiu como vândalo, praticamente destruindo a doutrina original para colocar no lugar uma versão retrógrada de Catolicismo, acres…

O pretenso 'marketing' do bem de Chico Xavier

(Autor: José Maciel de Novaes, via e-mail)
Será que as pessoas não se tocam? Quando uma religião fica falando demais de amor, mostra uma overdose de fotos com coraçãozinho, fala de flores etc etc etc, é porque algo está muito estranho. Não é para ficar feliz, aceitar tudo de bandeja, endeusar o ídolo religioso que mais aparece em ilustrações de jardins floridos e mais utilize a palavra "amor" em suas frases. É para nos mantermos alertas para ver o que está por trás disso.
No caso do tal espiritismo brasileiro - que não merece uma inicial em maiúsculas, porque esta doutrina ofendeu gravemente o legado suado do professor Allan Kardec - , com livros medíocres, dotados de erros históricos grotescos, incompreensões de todo tipo (sobretudo da Ciência Espírita) e falsas mediunidades que se vê de cara que não tem nada a ver com o que os supostos autores mortos foram ou fizeram enquanto vivos, não dá para aceitar tudo em prol da tal "bondade".
Ou alguém aceitaria que a &qu…