Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

Explicando o mito da bondade de Chico Xavier

(Autor: Profeta Mentalista)

O Espiritolicismo, forma distorcida do Espiritismo que foi e ainda é bastante difundida no Brasil é altamente dogmática (defende crenças não comprovadas). Um dos dogmas é a suposta imensurável bondade do médium Chico Xavier, um simples homem de fé católica que foi tomado pela FEB e transformado em "guru", resultando em toda a confusão que se consagrou na versão brasileira da Doutrina Espírita.
Para os espiritólicos, Xavier foi o ser mais bondoso que encarnou na Terra após Jesus. Só que para tal definição, se limitaram a levar em conta a parte moral que, cá para nós, se encontrava em nível normal no médium. Além de se esquecer que evolução espiritual inclui o intelecto, se esqueceram também de que a bondade de Xavier não era superior a bondade de ninguém. Xavier era tão bondoso quanto qualquer bondoso na Terra.

A propósito: ninguém se preocupou em questionar ou justificar o porquê de Xavier ser considerado o homem "mais bondoso da face da Terra&q…

O dia em que Emmanuel ameaçou matar Chico Xavier

(Autor: Profeta Gandalf)

Caiu por terra a credibilidade e o prestígio do espírito mais influente do chamado Movimento Espírita brasileiro, Emmanuel. Tido como o mais evoluído espírito depois de Jesus, teve a sua máscara finalmente arrancada, se mostrando, como a codificação recomenda, um espírito obsessor e dos mais perversos. Com certeza deve ter reencarnado, bem antes do que a fatídica data, não para "ensinar" mas para pagar. E pagar muito, como um verdadeiro criminoso do além-túmulo.
O malefício que Emmanuel fez em sua famosa obsessão a sua famosa vítima, Chico Xavier, um pobre coitado que a publicidade da FEB transformou em "líder", é muito maior do que se imagina. Incautos pensam que Emmanuel agia assim por "missão caridosa". Mas se ele não foi caridoso nem com seu suposto tutelado, imagine com a humanidade toda?
Emmanuel queria impor suas convicções pessoais para impedir o avanço do Espiritismo no Brasil. Jesuíta, sonhava que o Catolicismo se tornasse …

O fundamentalismo chiquista

(Autor: Profeta Gandalf)

O estrago que o Espiritismo recebeu no Brasil graças a muito enxerto e deturpação é muito maior do que se é capaz de imaginar. O que deveria ser uma fé raciocinada se transformou em um fanatismo irracional que, quando questionado (questionar faz parte do raciocínio, viram?) gera muita discórdia e brigas. Até porque a teimosia é uma característica inerente a qualquer tipo de fanático.
No Facebook fui divulgar uma postagem deste blogue e só porque alertei, num texto (o tema era outro, a TCI) sobre os defeitos (comprovados) do médium Chico Xavier, grande mentor dos "espíritas" brasileiros, três internautas entenderam que eu estava ofendendo o médium (na verdade eles é que se sentiram ofendidos, numa atitude similar aos fanáticos de  outras religiões). Reli o texto e não encontrei nada que pudesse ser ofensivo. As informações inclusive aparecem em biografias autorizadas sobre o médium.
Provavelmente, os comentários que me questionaram vieram de fanáticos re…

Quem desrespeita Chico Xavier: seus defensores ou seus detratores?

(Autor: Profeta Gandalf)

É comum acontecer toda vez que os erros cometidos pelo médium mineiro Chico Xavier, falecido em 2002. O médium, responsável por um monte de erros que desviaram o foco original da Doutrina Espírita, quando criticado, atrai a revolta de seus admiradores que reagem muitas vezes com agressividade e teimosia, preferindo acreditar na endeusamento de seu médium favorito, tido como guru e líder espiritual. Esses fiéis admiradores do médium mineiro alegam que tais críticas "ofendem" o médium. Será?
Claro que não. Os admiradores de Xavier estão completamente por fora de quem foi realmente o seu tão amado ídolo. Xavier não queria nada do que a FEB atribuiu a sua pessoa. Toda a falsa mitologia atribuída ao famoso médium era reprovada pelo próprio, que se considerava um homem comum, não por humildade, mas por realmente ter sido um homem comum. Não era mais poderoso nem mais bondosos do que qualquer ser humano.
A acusação de ofensa feita a quem critica os erros do mé…

Questões acerca do "Parnaso do Além-Túmulo"

(Autor: Senhor dos Anéis)

O primeiro livro atribuído à mediunidade de Chico Xavier, Párnaso de Além-Túmulo, é um conhecido item da bibliografia do "movimento espírita" brasileiro. Com poemas atribuídos a espíritos de poetas falecidos, a obra tornou-se um grande sucesso de vendas e lançou o médium católico à fama, iniciando-se o mito que se tornou até os dias de hoje.

No entanto, como na bibliografia atribuída ao médium, a obra mostra suas falhas e equívocos. Vale lembrar que Chico Xavier de fato foi um médium, com seu dom cientificamente comprovado em muitos aspectos, mas nem todos os livros são fruto de sua mediunidade, já que é muito provável que os interesses comerciais da Federação Espírita Brasileira (FEB) teriam feito produzir, por meio de outros autores encarnados, parte dos livros atribuídos a Xavier, suspeita que ainda depende de alguma identificação mais precisa.

O que se sabe é que a produtividade de Chico Xavier, associada aos compromissos que ele tinha como uma cel…

A imunidade/impunidade de Chico Xavier

(Autor: Saddam Hayek)
Nossa sociedade, incapaz de resolver as coisas por conta própria, é tão carente de boas lideranças que o primeiro que corresponda a imagem estereotipada de bondade é logo tomado como líder, endeusado e blindado de qualquer tipo de crítica ou condenação. Não é exagero dizer que, se para os muçulmanos, Deus é Alá, para certos crentes é Jeová, para espiritólicos e alguns espíritas, Deus é Chico Xavier.
Nunca houve para qualquer outra divindade um cuidado tão excessivo como o que há para o médium mineiro. Exemplo estereotipado de bondade, Xavier tem privilégios que nenhuma outra divindade possui. Inclusive o de nunca responder por suas faltas. Trocando em miúdos, o que conhecemos em outros meios como impunidade.
Xavier foi o único ser humano (ou divindade, como queiram), a ser completamente isento de qualquer culpa pelos muitos erros que cometeu. E mais: se por um lado, Xavier não pode ser condenado e nem criticado pelos erros reais que cometeu, ele pode (e deve) obter …

Chico Xavier, o "homem-bondade" quis que aceitássemos o sofrimento com amor e alegria

(Autor: Kardec McGuiver)
Não tem jeito. É arraigada na sociedade a ideia falsa de que Chico Xavier foi o homem mais bondoso da face da Terra. Sem qualquer prova real da prática de sua bondade, esse dogma é defendido com base exclusiva na fé cega e na confiança no mito do médium, que correspondia aos estereótipos de bondade em que a maioria das pessoas acredita.
Mas Xavier também tinha o seu lado ruim. Deturpou o Espiritismo, alterando gravemente a interpretação das obras codificadas e inserindo uma avalanche de enxertos estranhos à doutrina. Isso se deve pelo fato do médium ser católico de carteirinha, preferindo a religiosidade cega de sua crença à lucidez científica do Espiritismo proposto por Allan Kardec, este solenemente esquecido pelos brasileiros que preferem idolatrar o médium intruso falsamente bondoso.
Mas uma das maldades do "bondoso" Xavier foi enfiar na cabeça de seus seguidores a cruel ideia de que não deveríamos deixar de sofrer. De que através do sofrimento &quo…

Como combater a deturpação do Movimento Espírita Brasileiro?

(Autor: Profeta Gandalf)

Uma coisa que entristece todos aqueles que usam alógica e querem seguir fielmente a doutrina codificada por Kardec, é que os erros embutidos na versão brasileira da doutrina estão bastante arraigados, fazendo inclusive parte das normas de funcionamento das casas espíritas, proporcionando um sincretismo enrustido que mais confunde do que ensina.
Do mesmo modo como acontece com aqueles que não curtem futebol, completamente ignorados por uma massa hipnotizada que vê nesta modalidade esportiva uma compensação forçada para a felicidade que não conseguem adquirir de modo mais concreto, os espíritas mais lógicos também são desprezados pelas grandes massas que, deslumbrados com a figura carismática de Chico Xavier, o adotam como se ele tivesse também participado da codificação, com muitos acreditando infantilmente que o espírito de Kardec habitava seu corpo. Um erro bastante agressivo, mas infelizmente obedecido por uma grande maioria.
Aliás, o carisma de Xavier faz dele…

Chico Xavier não atingiu a evolução máxima. Acreditem: ele era inferior a muitos de nós

(Autor: Kardec McGuiver)
Os seguidores de Chico Xavier sempre se empenharam em criar uma mitologia em torno do médium para que ele atraísse fiéis e favorecesse a venda de livros psicografados ou por ele ou por médiuns discípulos. E muitos lançavam mão de exageros para transformar o médium em um semi-deus, um ser superpoderoso e dono da verdade que nunca poderia ser criticado.
E não é que inventaram que Chico Xavier "atingiu a evolução máxima", "não precisando mais reencarnar"? Isso vai contra o que os espíritos disseram a Kardec, de que "todos os espíritos em um mesmo planeta, reencarnados ou na pertencem a mesma ordem espiritual do planeta". Ou seja, é impossível haver espírito de "evolução máxima" entre nós, havendo na verdade vários subníveis dentro de um mesmo patamar de evolução espiritual.
E Xavier? Ih, pobre coitado... Era um ingênuo que não sabia o que estava fazendo no Espiritismo. Como ele seria de evolução máxima se observando os traços …

Chico Xavier, um médium fascinado

(Autor: Profeta Gandalf)

Segundo o que se lê no Livro dos Médiuns, a fascinação é uma modalidade mais grave de obsessão, onde o espírito obsessor consegue atrair a confiança cega do médium, que se torna, sem perceber, um escravo de sua influência, acreditando estar amparado por um espírito "superior".
A fascinação é grave porque o médium se torna refém do obsessor, só que muitas vezes isso ocorre de maneira sutil, pois os espíritos mistificadores sabem muito bem que com pose de "sábio" e palavras cheias de sabedoria e bondade, fica mais fácil interferir na mentalidade do médium e conquistar a confiança dos seus seguidores.
Infelizmente, o médium mais famoso do Brasil, Chico Xavier, fanaticamente idolatrado por muita gente, foi um grande exemplo de médium fascinado. Um caipira humilde, honesto, que por sua capacidade mediúnica, foi tomado como refém pela FEB, psicografando livros e mais livros (mistificadores ditam muitos livros, falando pouco com muitas palavras, do c…

Allan Kardec critica Chico Xavier, apontando as suas falhas

(Autor: Allan Kardec)
O Livro dos Médiuns (Trechos extraídos do Capítulo 23: Da Obsessão)
238. A obsessão simples verifica-se quando um Espírito malfazejo se impõe a um médium, intromete-se contra a sua vontade nas comunicações que ele recebe, o impede de se comunicar com outros Espíritos e substitui os que são evocados.

Não se está obsedado pelos simples fato de ser enganado por um Espírito mentiroso, pois o melhor médium está sujeito a isso, sobretudo no início, quando ainda lhe falta a experiência necessária, como entre nós as pessoas mais honestas podem ser enganadas por trapaceiros. Pode-se, pois, ser enganado sem estar obsedado. A obsessão consiste na tenacidade de um Espírito do qual não se consegue desembaraçar.

(...)

239. A fascinação tem consequências muito mais graves. Trata-se de uma ilusão criada diretamente pelo Espírito no pensamento do médium e que paralisa de certa maneira a sua capacidade de julgar as comunicações. O médium fascinado não se considera enganado. O Espírito …

Não existe segredo para espíritos

(Autor: Profeta Gandalf)

Para os "espíritas" cristãos, as mensagens psicografadas ou psicofonadas em centros prestigiados são dinos de confiança, pois a fé cega dos seguidores estabelece uma confiança na identificação das mensagens recebidas. Será?
Kardec, em O Livro dos Médiuns, disse que a identificação dos espíritos em mensagens recebidas, salvo raríssimos casos, não são 100% confirmadas, já que muitos espíritos estão ansiosos por se comunicar e os espíritos gozadores podem se aproveitar das situações para assumir a identidade do espírito evocado, que por algum motivo não teve autorização e/ou não conseguiu se comunicar.
Mas os "espíritas" cristãos, sempre arrumando um jeito de justificar aquilo que acreditam, falam que os espíritos evocados trazem senhas, já combinadas antes, onde trazem informações que - supostamente - apenas o tal espírito e a pessoa que recebeu a "senha" tem o conhecimento. Uma explicação bem simples acaba com este mito.
Se esquecem os…

A senha de Chico Xavier é uma piada

(Autor: Profeta Gandalf)

Definitivamente Chico Xavier não era espírita. Pouco sabia sobre a doutrina, insuficiente para ser considerado o "entendido" no assunto, do contrário que seus admiradores vivem dizendo. Muito menos ele poderia ter "sido" Kardec, já que negou 90% que o pensador francês tinha escrito, aliás pouco lido pelos defensores de Xavier.
Xavier era católico e não cansava de dizer isso. Era um homem honesto até certo ponto, mas a sua honestidade foi confundida pelos seus seguidores como "humildade", pois quando Xavier dizia que não era um líder, que não sabia tudo, os seus admiradores entendiam que ele "era líder sim e sabia tudo, apenas evitava o orgulho". Orgulho tinha mesmo eram os seguidores de Xavier. O médium mineiro sabia o que estava dizendo. Era ingênuo, mas honesto.
O desconhecimento de Xavier pela doutrina era evidente. Basta ver o festival de absurdos contidos em livros psicografados por ele e ditados por espíritos inferior…

Espiritas brasileiros desprezam a evolução intelectual: só a evolução moral que interessa

(Autor: Profeta Gandalf)

O Espiritismo foi originalmente codificado por um cientista, um estudioso da Educação que também atuava em outras áreas, como Línguas , Física e Matemática. Um homem que defendia a pesquisa e a verificação de informações para se chegar a qualquer tipo de conclusão.
Mas num certo país, acostumado com o medieval domínio religioso que manipula os seus habitantes até mesmo quando o assunto não é religião, resolveu pegar essa doutrina, criada de maneira científica e deturpar tudo, enxertando a emotividade como atributo exclusivo e jogando literalmente no lixo todo o trabalho de um cientista, que só é lembrado na hora de "autenticar" essas práticas postiças de puro pieguismo.
Kardec, para os espíritas brasileiros, se tornou apenas uma grife. Um modo de legitimar os enxertos que são colocados de maneira irresponsável pelos seguidores da doutrina, que infelizmente não conhecem a obra do Mestre Lionês, por considerar difícil de ler, preferindo romances com histó…

Provas inquestionáveis de que Chico Xavier nunca foi reencarnação de Allan Kardec

(Autor: Marc Pereira)

Um dogma absurdo e totalmente em desacordo com a lógica e o bom senso vem sido difundido no meio espírita apenas para satisfazer os espíritas ufanistas (se esqueceram que patriotismo é sentimento material? Não somos brasileiros, ESTAMOS brasileiros!), crentes de que pertencemos a um "povo escolhido" (Deus escolhe povo? Paciência!): de que Chico Xavier é a reencarnação de Allan Kardec. 
Já havíamos falado em outras postagens sobre esse boato, que é uma das maiores bobagens ditas no movimento espírita brasileiro (até mesmo um livro foi escrito sobre o assunto, na tentativa de difundir a farsa!) e que só pode ser defendida por quem nunca leu com a devida atenção alguém obra de Kardec, preferindo usar o nome do mestre lionês como um "carimbo" para legitimar as asneiras difundidas há décadas no meio.

Vários fatores demonstram que isso é logicamente impossível. Como ainda insistem nesta tese absurda (com direito a argumentos infantis e violentamente to…

A estranha evolução de André Luíz

(Autor: Profeta Gandalf)

O Espiritismo brasileiro tomou como seus guias, obsessores interessados em impor os seus dogmas, difundindo ideias fantasiosas que foram embaladas em belas mensagens de paz, amor e caridade. Crendo que a bondade é mais importante que o intelecto (e não é) para a evolução espiritual, os seguidores brasileiros do Espiritismo acabaram caindo como patinhos nos belos contos dos pseudo-sábios.
Um dos mais famosos pseudo-sábios do Espiritismo tupiniquim (que de Espiritismo não tem quase nada), atende pelo singelo nome de "André Luiz". Há quem diga que ele nunca existiu. Mas há suspeitas de que seja um obsessor que inventou uma identidade e uma biografia para dar consistência às besteiras que iria impor como teses "científicas".
A sua existência e identidade são tão questionáveis que mesmo vivendo numa época onde existia fotografia, sua imagem é conhecida apenas através de desenhos. Há quem diga que ele foi Carlos Chagas, o famoso cientista brasileiro…

Os filmes bíblicos voltaram! Agora sob o rótulo de "espíritas"

(Autor: Profeta Gandalf)

A pior coisa que se pode fazer com algum fanático que acredita em absurdos inexistentes é dar imagens concretas a esses absurdos. Foi assim com os filmes bíblicos, que deram imagem à crendice de católicos e protestantes, concretizando através desses filmes as ilusões que entram em choque com a realidade séria.
Agora, com o cinema nacional esbanjando fortunas, mas mantendo a mesma cara de pau do tempo das pornochanchadas, resolve criar um novo segmento: o de filmes supostamente "espíritas".
Animados? Não, pois a inspiração para estes filmes são as fantasias melodramáticas escritas em livros de médiuns alucinados e seus guias obsessores, sobertudo os livros de Chico Xavier ditados pelo - eterno, importante frisar - Padre "Emmanuel" da Nóbrega, que entende muito de movimento jesuíta e nada de Espiritismo, chegando a defender ideias claramente negadas pela codificação kardeciana. Ou seja, só gosta e aceita Emmanuel quem nunca leu Kardec inteiramen…